junho 2015

Programa de capacitação em Tecnologia da Informação da Intel gratuito e com certificado.

Intel_logo_nove1_velky_03
Quando o primeiro computador comercial da história foi ligado, chamado BINAC, em 1949, ninguém imaginou o impacto que isso teria60 anos depois nas organizações. Muito mais veloz que as calculadoras mecânicas da sua época, era capaz de resolver em duas horas problemas defísica nuclear que levariam cem anos de trabalho humano. Esse era o tamanho da revolução que se aproximava.

Leia Mais

Como conseguir o Windows 10 de graça sendo um beta tester? Microsoft explica

windows-101

O final de semana foi marcado por uma confusão na comunicação da Microsoft: a empresa publicou um texto sugerindo que os beta testers do Windows 10, mesmo aqueles que não possuem uma licença original do Windows, receberiam a versão final de graça. Horas depois, a Microsoft mudou sua declaração para mostrar que não era bem assim. Afinal, como isso funcionará?

Após a grande repercussão do caso na mídia, a Microsoft esclareceu na tarde desta segunda-feira (22) a questão da suposta gratuidade do Windows 10 no blog oficial do Windows. A resposta curta é: sim, você poderá usar o novo sistema operacional gratuitamente, mesmo sem possuir uma licença genuína de uma versão anterior do Windows.

 

A resposta longa é: os beta testers do Windows 10 poderão continuar usando o Windows 10 de graça, desde que continuem sendo beta testers (e continuem usando versões instáveis de desenvolvimento, portanto). Isso acontecerá porque os atuais participantes do Windows Insider receberão regularmente novas builds de teste do Windows 10, que são pré-ativadas.

windows-10-home

Gabe Aul, chefe do Programa Windows Insider, esclarece:

“Se você quiser continuar no Windows Insider depois do dia 29 de julho, não precisa fazer nada. Você já está dentro do programa e recebendo builds no anel Fast ou Slow, dependendo da sua escolha. Este é um software de pré-lançamento e está ativado com uma chave de pré-lançamento. Cada build expirará depois de um tempo, mas você continuará recebendo novas builds, então, quando uma expirar, você já terá recebido uma nova. Como nós estamos dando continuidade ao Programa Windows Insider, você será capaz de continuar recebendo novas builds, e as builds continuarão ativadas dentro dos termos do Programa Windows Insider”.

Em outras palavras, o Windows 10 será oferecido “gratuitamente”. O seu “pagamento” é ajudar nos testes das futuras versões de desenvolvimento do Windows 10. Os anéis de distribuição definem se você quer receber as novas versões de teste o mais rápido possível (Fast) ou se deseja instalar apenas versões previamente testadas, mas ainda de desenvolvimento (Slow); eles podem ser configurados no Painel de Controle, como na tela abaixo:

Para escolher o anel, entre no Painel de Controle, acesse "Atualizar e segurança" e clique em "Opções avançadas" na seção Windows Update

Apesar da boa notícia, oficialmente a Microsoft não incentiva que os usuários de Windows piratas usem esse método: “Deixe-me começar reafirmando de forma muito clara que o Windows 10, tanto para quem obtê-lo no dia 29/7 quanto pelo Windows Insider, é destinado a ser instalado em dispositivos Windows genuínos”. Faz sentido, já que uma postura diferente poderia gerar atritos com os parceiros da Microsoft ou até mesmo incentivar que usuários inexperientes se aventurem em versões instáveis do Windows, que podem causar perda de dados e outros problemas típicos de softwares inacabados.

Caso queira deixar o Windows Insider para usar apenas versões estáveis do Windows 10, você deverá seguir a mesma política de atualização que a Microsoft já havia anunciado anteriormente — ou seja, o Windows 10 será gratuito e permanecerá ativado caso você atualize, no primeiro ano após o lançamento, a partir de uma máquina com Windows 7 ou Windows 8.1 genuínos.

Para participar do Programa Windows Insider, inscreva-se nesta página, faça o download do Windows 10 (build 10130) no site da Microsoft e instale o sistema operacional. Desde que você esteja disposto a colaborar no desenvolvimento do Windows ao testar versões instáveis na sua máquina, ele não será cobrado.

Fonte tecnoblog

Conheça os 8 melhores smartphones com dois chips no Brasil

20150619151054_660_420

Os smartphones dual-chip carregam um estigma antigo, que dita que a maioria dos dispositivos com a tecnologia para suporte a dois cartões SIM sejam ruins.

Felizmente isso não é mais verdade. As grandes fabricantes investem cada vez mais em aparelhos de alta qualidade com suporte a recursos dual-chip. Os preços variam bastante, também. Há tops de linha com versões de dois chips, mas também há excelentes aparelhos intermediários que oferecem um bom custo-benefício. Confira:

Xperia Z3 – aproximadamente R$ 2 mil
Reprodução

É o principal caso de smartphone de alto desempenho com suporte a dois chips. Lançado no ano passado, o aparelho ostenta uma tela de 5,2 polegadas preenchida com uma resolução de 1920×1080 com um processador Snapdragon 801, 3 GB de memória RAM e uma das melhores câmeras do mercado, com 20,7 megapixels, além de ser à prova d’água.

Enquanto o Z3+ não chega ao Brasil, é o que de melhor a Sony oferece por aqui. Não dá para escolher dual-chip melhor do que isso.

Galaxy S5 Duos – aproximadamente R$ 1,8 mil
Reprodução 

O Galaxy S6 já chegou, mas o S5 ainda está à venda no Brasil com uma leve queda de preço em comparação com o lançamento. O aparelho ainda tem desempenho parrudo, com um Snapdragon 801 e 2 GB de memória RAM, com uma tela de 5,1 polegadas e resolução 1920×1080, com câmera de 16 megapixels.

Zenfone 5 e 6 
Reprodução 

A Asus é razoavelmente nova nesse mercado no Brasil, mas chegou com os dois pés na porta. Os dois aparelhos oferecidos pela empresa oferecem um custo-benefício muito bom.

O Zenfone 6 possui uma tela de, como diz seu nome, 6 polegadas, preenchida com uma resolução HD de 1280×720, processador Intel CloverTrailPlus 2×2 de 1.6 GHz e 2 GB de memória RAM, com uma câmera de 13 megapixels, capaz de fazer boas fotos em ambientes escuros.

Já o Zenfone 5 é menor, com tela de 5 polegadas com a mesma resolução HD (ou seja: a densidade de pixels é melhor do que no 6), processador Intel CloverTrailPlus 2×2 de 1,2 GHz ou 1,6 GHz e 2 GB de memória RAM, com câmera de 8 MP.

Moto G 
Reprodução 

O celular mais popular do Brasil nem precisava ser lembrado, mas ele ainda é uma das principais alternativas de smartphones com dois chips. O aparelho conta com um processador Snapdragon 400 de 1,2 GHz, 1 GB de memória RAM e câmera de 8 megapixels para uma tela de 5 polegadas com resolução  1280×720.

Lumia 730 – aproximadamente R$ 550
Reprodução 

Quem gosta do Windows Phone também tem boas alternativas, e o principal nome do custo-benefício na linha de produtos da Microsoft é o Lumia 730, com um Snapdragon 400 de 1,2 GHz e 1 GB de memória RAM. A tela de 4,7 polegadas é preenchida com resolução de 1280×720. Sua câmera traseira é de 6,7 megapixels, e a frontal é de 5 MP.

Lumia 640 e 640 XL – entre R$ 550 e R$ 850
Reprodução 
Os lançamentos mais recentes da Microsoft no Brasil também são aparelhos dual-chip de respeito.

O 640 XL tem um processador Snapdragon 400 de 1,2 GHz com uma tela de 5,7 polegadas com resolução 1280×720 e 1 GB de memória RAM. Sua câmera traseira é de 13 megapixels, e frontal de 5 MP.

Já o 640 é similar em configurações, mas tem uma tela menor, de apenas 5 polegadas com a mesma resolução 1280×720. A câmera traseira é de apenas 8 megapixels e frontal de apenas 0,9 MP.

Fonte: Olhar Digital