Novidades

Chrome é o novo Internet Explorer

chrome-ie-1

Quem acessava a web na década passada lembra da guerra de navegadores. O Internet Explorer reinava, estando presente em mais de 85% das máquinas. Os browsers alternativos, como Firefox e Opera, até conseguiam lentamente conquistar seus fãs, mas na prática eram utilizados apenas por quem “entendia de informática” ou tinha o computador consertado por um sobrinho convincente, cansado de dar suporte técnico aos tios que instalavam vírus de ActiveX.

Leia Mais

Como manter seus 15 GB (ou 30 GB) de espaço gratuito no OneDrive

onedrive_blue-700x393

O OneDrive, serviço de armazenamento na nuvem que já se chamou Windows Live Folders, Windows Live SkyDrive e depois SkyDrive, com espaço de 5 GB, 25 GB, 7 GB, 15 GB e recentemente teve anúncio de redução para 5 GB, oferecerá novamente 15 GB para os usuários interessados. A Microsoft anunciou nesta sexta-feira (11) que voltou atrás em sua decisão de diminuir o armazenamento gratuito no serviço. Ou quase isso.

Leia Mais

O aplicativo do LinkedIn está mais bonito e organizado

Linkedin2-300x199_l

O LinkedIn anunciou nesta quarta-feira (2) uma enorme reformulação no seu aplicativo móvel (finalmente!). Antes, a rede social para contatos profissionais tinha um visual antigo e era muito confuso nos dispositivos móveis. Agora, o aplicativo foi totalmente redesenhado e desenvolvido do zero para se tornar mais útil. E funcionou.

O novo aplicativo é dividido em cinco seções, sendo que a tela principal mostra o feed de notícias, como no Facebook. Ele mostra os conteúdos disponíveis na rede, como atividade dos seus colegas e até posts e artigos que estão populares na sua rede, como acontece na versão para web.

Ao Mashable, Jonathan Redfern, vice-presidente de produtos do LinkedIn, disse que o feed sempre foi o coração do aplicativo. No entanto, dessa vez, “mudamos de um feed que focava nas suas conexões para um feed que abrange mais os tópicos profissionais e interesses que você escolhe seguir”.

linkedin-novo-app-2

linkedin-novo-app-3

Outra seção é chamada de Eu, que mostra seu perfil, quem o visualizou e as principais interações nos seus posts. As opções de curtir, compartilhar e postar estão mais visíveis e intuitivas. A terceira seção é a de Mensagens, que abandonou aquele formato que parecia mais um e-mail para seguir o estilo de basicamente todo mensageiro instantâneo existente hoje.

linkedin-novo-app-4

A quarta seção é chamada de Minha Rede, que o LinkedIn define como um briefing diário do que está acontecendo em sua rede profissional. Isso significa que o app mostra informações sobre suas conexões e sugestões para você se manter conectado. É por essa página que o aplicativo sugere que você mande parabéns para quem está fazendo aniversário, por exemplo.

linkedin-novo-app-5

Por fim, o LinkedIn promete que a seção de Pesquisar, que já existia no aplicativo anterior, ficou 300% mais rápida e inteligente. Ela permite que você encontre rapidamente pessoas, empregos e grupos. Os resultados começam a aparecer antes mesmo de você terminar de digitar.

Se você ainda não atualizou o aplicativo, basta pegar a versão mais nova do LinkedIn para iOS e Android. Não há previsão de atualização para o aplicativo do Windows Phone.

O que você achou das mudanças?

Microsoft cria tecnologia que identifica emoções em fotos

picture_emotions-700x469

As expressões faciais dizem muito sobre o nosso estado de espírito. Com um rápido lance de olhar para o rosto de uma pessoa a gente consegue perceber se ela está alegre, triste, brava, entediada, enfim. Já para os computadores, obviamente, essa não é uma tarefa trivial. Mas não é que a Microsoft encarou o desafio e criou um algoritmo que reconhece emoções a partir de fotos?

Leia Mais

Microsoft apresenta os primeiros notebooks com Windows 10 no Brasil

20151028173300_660_420

O Windows 10 já não é mais uma promessa; o sistema é uma realidade. O software foi oficialmente lançado há quase 3 meses e já está nas mãos de mais de 100 milhões de pessoas. Mas para ser bem-sucedido, ele precisa chegar às mãos de quem não tem interesse ou capacidade técnica em fazer a atualização por conta própria. É aí que entram as grandes parcerias da Microsoft: as fabricantes de PC.

Leia Mais