Microsoft vai lançar SQL Server para Linux

sql-server-linux-700x392

Este é um momento importante para a indústria: a Microsoft anunciou na noite desta segunda-feira (7) que está trabalhando em uma versão do servidor de banco de dados SQL Server para Linux. Em beta fechado, a novidade está programada para chegar ao pinguim em 2017 e será desenvolvida com apoio da Red Hat e da Canonical, responsável pelo Ubuntu.

Não é de hoje que a Microsoft colabora com o pinguim: desde 2012, é possível rodar não apenas Windows Server, mas também distribuições Linux no Microsoft Azure, plataforma de computação em nuvem da empresa. Em 2014, a Microsoft tornou open source o framework .NET para levá-lo ao Linux e OS X, além de ter criado uma fundação para promover software de código aberto.

A decisão significa que, pela primeira vez em décadas, a Microsoft está priorizando a venda do SQL Server sobre o Windows Server com o objetivo de fortalecer sua tecnologia de banco de dados. Isso pode significar menos vendas de sistemas operacionais, mas faz sentido: o CEO Satya Nadella diz ao New York Times que “os dados são o principal ativo agora”, não o sistema operacional.

E tudo isso está coerente com as últimas decisões tomadas no segmento de usuários finais. Como eu disse, a Microsoft de hoje é uma empresa aberta a novas tecnologias, que tenta levar seus produtos e serviços para o maior número possível de pessoas, em vez de restringir a oferta para quem já está dentro do ecossistema de Redmond. Não importa muito o sistema operacional que as pessoas rodam no computador, servidor ou smartphone — hoje, o Office é igualmente bom no iOS, Android e Windows.

Quem apostaria que a Microsoft faria tudo isso na década passada?

Autor


Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *


You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>